Aprenda a poupar mais em 2011 para financiar seu sonho de consumo
 Foto: g1 
Planejamento é o primeiro passo para quem pretende juntar dinheiro no ano que vem. Objetivos como comprar um imóvel, formar uma família ou realizar viagens internacionais exigem, quase sempre, algum sacrifício e muitas decisões financeiras. Para ajudar na organização das metas para 2011, o G1 consultou especialistas em finanças pessoais que dão algumas recomendações práticas para cada tipo de situação.

Foco nas prioridades
Em todo e qualquer plano que necessite de financiamento, fuja do desperdício de dinheiro: faça um orçamento doméstico detalhado (no papel ou em uma planilha no computador, por exemplo) para saber o que sobra de dinheiro no fim do mês. Se não sobra, descubra o que dá para cortar: mantenha em mente o que é mais importante no momento.

"Inclua pequenos gastos: idas ao café, presente de aniversário do colega de trabalho, tudo", diz o professor de finanças da Universidade de São Paulo, Rafael Paschoarelli. Sabendo o quanto você vai poder guardar, separe o dinheiro no dia em que ele cair na sua conta. "Dinheiro na mão é vendaval; R$ 1.000 sobrando no começo do mês viram quase nada no fim do mês", diz Paschoarelli.

Outro ponto importante: antes de começar a poupar, livre-se das dívidas. De acordo com o professor Mário Amigo, da fundação instituto de pesquisas contábeis atuariais e financeiras (Fipecafi), o saudável é não deixar que as dívidas ultrapassem 35% da renda mensal.

"Busque sanar dívidas com cartão, com cheque especial. Negocie com o banco, pesquise um crédito consignado, que tem juros mais baixos. Sempre tente renegociar a dívida que você tem procurando outras taxas com juros menores. Não deixe acumular", diz o professor da Fipecafi.

Viagem internacional
Uma boa notícia favorece os planos turísticos no ano que vem: o dólar está baixo, e, viajar para o exterior, mais barato. Num país de câmbio flutuante como o Brasil, no entanto, sempre há o risco da variação da moeda: se o dólar sobe na época da viagem ou na data de vencimento da fatura do cartão de crédito, por exemplo, os gastos crescem.

Na opinião do professor da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi), Sílvio Paixão, uma boa estratégia é dividir o valor da viagem em duas partes: o custo fixo com transporte e hospedagem, que pode ser parcelado; e o custo variável: compras, alimentação, presentes, passeios.

"Toda a sua pretensão de gastos deve ser colocada no papel", ensina o economista. É preciso também pesquisar o preço de passagens e hospedagem em diversas agências de turismo e sites de companhias aéreas. A partir daí dá para ter uma ideia de quantas parcelas seriam confortáveis para que você consiga pagar sem peso excessivo no orçamento e quitar a dívida até a data da viagem.



Notícia Postada em 25/01/2011 por: Bruno Silva Barbosa
 
Em breve novo site do mariana mais
Novos vereadores foram diplomados
Aprenda a poupar mais em 2011 para financiar seu sonho de consumo
Artistas marianenses se destacam em Salão de Arte Regional
Passagem de Mariana comemora os 111 anos da Banda Santa Cecília
Samarco abre inscrições para cursos profissionalizantes
HMH e HSVP realizam X Encontro da Pastoral da Saúde